Sistema FAEB

Bahia terá novo Sistema de Integração Agropecuária

O presidente da Federação da Agricultura e Pecuária da Bahia (Faeb), Humberto Miranda, se reuniu ontem (26) com o diretor-geral da Agência de Defesa Agropecuária do Estado (Adab), Bruno Almeida, para conhecer o novo sistema que vai modernizar a transmissão de informações referentes aos serviços prestados ao produtor rural. Durante o encontro, que aconteceu na sede do Sistema Faeb, Sylvio Maggessi, diretor presidente da SM Soluções para Gestão da Informação, apresentou o SIAPEC 3 (Sistema de Integração Agropecuária), uma atualização do SIAPEC 1, versão já utilizada na Bahia. A grande novidade é que os produtores rurais poderão emitir informações e retirar documentos através do aparelho celular, baixando o aplicativo na loja virtual (Android e IOs) ou em terminais de autoatendimento.  

O novo sistema vai facilitar e agilizar o processo de comercialização de animais, já que é integrado à emissão da Guia de Trânsito Animal – GTA e da Nota Fiscal Eletrônica do Produtor Rural; declaração de vacinação; acesso à ficha sanitária; recolhimento do DAE – Documento de Arrecadação Estadual; entre outros serviços. De acordo com Sylvio Maggessi, a previsão é que o SIAPEC 3 já esteja em fase de teste na Bahia a partir do próximo mês de agosto e comece a ser implementado em outubro deste ano. “Só está faltando a integração da Adab com a Secretaria da Fazenda do Estado da Bahia (Sefaz), para a emissão do DAE. Para emitir o GTA, por exemplo, o produtor não vai precisar mais ir no escritório da Adab, imprimir o boleto do DAE, levar na agência bancária para pagar, depois retornar à Agência com o comprovante. Tudo isso poderá ser feito através de um celular”, ressaltou Maggessi.

Os estados do Pará, Espírito Santo e Maranhão já operam com o novo sistema.

“O objetivo desse encontro é buscar a parceria da Faeb para implementar e operacionalizar esse sistema, já que a Federação possui esse apoio no interior do estado, que são os Sindicatos dos Produtores Rurais. Informatizar a prestação desses serviços ao produtor, além de dar mais agilidade ao processo, vai economizar custos e dar mais precisão na emissão de informações”, ponderou o diretor-geral da Adab.   

“Se é para facilitar e beneficiar o produtor baiano, nós temos sim todo o interesse de apoiar essa atualização. A bom funcionamento da Adab é fundamental para o estado da Bahia, pelo papel que representa para a manutenção das barreiras sanitárias do nosso estado, não só impactando no alcance dos produtos agropecuários aos mercados potenciais e rigorosos, mas também na saúde pública, já que tem ligação direta com a oferta de alimentos saudáveis à sociedade. Temos todo o interesse em apoiar esse trabalho e a também a modernização da ação da Agência na Bahia”, afirmou o presidente da Faeb.

Fonte: Ascom Sistema FAEB

Posts Relacionados

Deixe um comentário

plugins premium WordPress