Sistema FAEB

CNA debate sustentabilidade na produção de alimentos

Whats App Image 2023 07 06 at 14 09 44

Entidade palestrou no II Encontro dos Comitês de Bacias Hidrográficas Baianos (Ecoba), em Barreiras (BA)

O presidente da Comissão Nacional de Irrigação da CNA, David Schmidt, destacou o papel do setor agropecuário na produção sustentável de alimentos e o uso dos recursos hídricos, na quinta (6), durante o II Encontro dos Comitês de Bacias Hidrográficas Baianos (Ecoba), realizado em Barreiras (BA). 

Organizado pelo Fórum Baiano dos Comitês de Bacias Hidrográficas (FBCBH), o evento, um dos mais importantes do estado, aborda diversos temas, como recursos hídricos e agronegócio, a política estadual e a relação entre água e economia. 

Em sua palestra, David destacou a importância da agropecuária brasileira na segurança alimentar mundial. Segundo a FAO, até 2050, a população do mundo chegará a 9,1 bilhões de pessoas, o que exigirá um aumento de 60% na produção total de alimentos. “Alguém vai precisar atender essa demanda e o Brasil tem disponibilidade de terra agricultável e água”.

De acordo com Schmidt, os principais parceiros comerciais do país estão cada vez mais exigentes com a pauta ambiental, mas destacou que os produtores rurais brasileiros há anos já fazem uma agricultura sustentável com o uso de tecnologia e práticas ambientais, sociais e de governança corporativa (ESG).

David também lembrou que o Código Florestal Brasileiro é uma das legislações mais rigorosas do mundo e posiciona o Brasil como um dos países que mais preserva sua vegetação nativa, que corresponde a 66,3% do território nacional e 33% desse total está dentro das propriedades rurais.

“No mundo existem 195 países, dos quais 186 têm um território inferior ou igual a área total dedicada a preservação da vegetação nativa pelos produtores rurais brasileiros. O conjunto das áreas dedicadas à vegetação nativa em todo o Brasil é equivalente à superfície de 48 países e territórios da Europa”, disse.

imagem

Bruno Marques (consultor da Comissão Nacional de Irrigação da CNA); Jordana Girardello (assessora técnica da CNA); David Schmidt; Carminha Missio (vice-presidente da Federação de Agricultura e Pecuária da Bahia) e Henni Henke (secretário de Agricultura de Luiz Eduardo Magalhães)

Durante sua apresentação, o representante da CNA falou sobre a contribuição da irrigação para a sustentabilidade no agro. “O uso de sistemas irrigados é estratégico para promover a segurança alimentar, aumentar a produtividade em até 3 vezes, gerar impacto positivo na área social, elevar a qualidade de vida e renda de uma região, e garantir um preço mais acessível dos alimentos”.

Ele citou alguns dados que comprovam a importância da tecnologia: 12% da área agrícola do mundo é irrigada e corresponde a 40% da produção de alimentos; as áreas irrigadas são responsáveis por 30% da produção nacional de café; 90% da produção nacional de arroz é irrigada e a 3ª safra ou safra de inverno de feijão ocupa 10% da área plantada, mas representa 20% da produção nacional.

David Schmidt encerrou sua palestra dizendo que o agro exerce importante papel no uso da água para produção de alimentos e por isso, não só no Brasil, mas mundialmente é um setor que tem significativa demanda por recursos hídricos.

“O agro é um setor que busca sempre a melhor eficiência produtiva com sustentabilidade, portanto é necessário atuar de forma participativa nas discussões e soluções das melhores estratégias para gestão de recursos hídricos no território brasileiro, respeitando as legislações e a multiplicidade dos usos”, disse.

O II Ecoba está sendo transmitido pelo

Youtube

Assessoria de Comunicação CNA

Telefone: (61) 2109-1419

Posts Relacionados

Deixe um comentário

plugins premium WordPress