Sistema FAEB

De 60 para 350 litros/dia: conheça a história de Agnaldo Santos, produtor de Iguaí

                                                Produtor Rural – Agnaldo Souza dos Santos

Há dois anos e sete meses que as coisas mudaram na Fazenda Boa Sorte. Inicialmente as vacas produziam 60 litros de leite ao dia. Hoje, graças ao conhecimento adquirido através do Pro-Senar Leite, são produzidos de 60 para 350 litros leite/dia, essa é mais uma história de transformação do Senar Bahia. Com a inseminação e a transferência de embriões, o rebanho ganhou qualidade e eficiência na produção. Foram implantadas as melhorias no manejo de pastagens, na infraestrutura e maquinários. Diariamente são realizados os controles financeiros da atividade e os investimentos na propriedade estão cada vez mais rentáveis. 
“Nossa meta é chegar a 500 litros de leite ao dia. A fazenda evoluiu muito. Isso é a demonstração do quanto o conhecimento pode mudar a vida das pessoas”, comemora Agnaldo Souza dos Santos, produtor rural no município de Iguaí, Bahia.

                                                Produtor Rural – Alex Santana Carvalho

Foi assim que tudo começou:

Agnaldo Souza dos Santos morava em São Paulo, com a esposa e seus dois filhos quando herdou de seu pai a Fazenda Boa Sorte, localizada no município de Iguaí. Com a herança, resolveu voltar para a Bahia e também assumir os negócios da família. Conhecia um pouco sobre a criação de gado, mas não tinha experiências na área técnica e tão pouco na administração rural. A propriedade sempre esteve sob os cuidados do seu cunhado, Alex Santana Carvalho, que mora em Vitória da Conquista, há 120 Km de Iguaí.

Chegando à Bahia, Agnaldo optou por também morar em Vitória da Conquista com a sua família. O seu cunhado, Alex Santana, tinha o conhecimento na área cacaueira, mas desejava diversificar as suas atividades e conhecer outras cadeias produtivas. Ele foi convidado a participar de cursos e atividades do Senar Bahia, através do Sindicato Rural de Iguaí. Por dois anos adquiriu muitos conhecimentos com o Pro-Senar Leite. “O programa me orientou com a capacitação adequada para trabalhar com gado leiteiro. Me qualifiquei e aprendi as técnicas da cadeia leiteira, alimentação, qualidade do leite, manejo de pastagens e administração da propriedade”, ressaltou Alex. Aquela experiência entusiasmou Agnaldo, que também entrou no Pro-Senar Leite e já concluiu o curso.

Com o trabalho do Pro-Senar a propriedade prosperou bastante. Agora, Agnaldo e Alex sabem administrar a Fazenda Boa Sorte de forma mais profissional. Aprenderam as técnicas disseminadas pelo programa, como o preparo do solo, a produção de alimentos para o manejo nutricional do rebanho, o controle sanitário e muito mais.

Agnaldo está muito feliz com os resultados de sua propriedade e faz questão de deixar um recado aos produtores rurais: “o meu conselho é que todos participem do Pro Senar, pois só terão o que acrescentar em sua propriedade, em conhecimento e prosperidade. Isso se tornou nítido em minha vida após a realização do curso. Indico e aprovo.  Agradecemos a todos os técnicos do Senar Bahia e aos idealizadores do projeto, vocês foram os responsáveis pelo sucesso do nosso negócio”.

Os Técnicos do Pro-Senar Leite, Wictor Miranda e Endson Santana Nunes, destacaram a importância que os produtores exercem na execução das ações aprendidas no campo. “Concluímos mais uma etapa com o sucesso esperado. Parabenizo Agnaldo e Alex e sei que eles ainda vão muito longe com as inovações na propriedade”, falou Wictor.  

Já Endson destacou a dedicação dos produtores. “Durante esse período com Agnaldo e Alex, o que mais me chamou a atenção foram as  habilidades nas iniciativas e a busca pela inovação. O mais surpreendente foi uma máquina desenvolvida por eles para armazenar silagem em túneis de metal, contornando um problema grave da fazenda que era o ataque de roedores”.

Fonte: Ascom Sistema FAEB

Posts Relacionados

Deixe um comentário

plugins premium WordPress