Sistema FAEB

Pesquisa e empenho do produtor garantem sucesso da agricultura brasileira

“A Embrapa trouxe para o Brasil uma agricultura tropical única, com tecnologia, inovação, sustentabilidade e resiliência, que é utilizada por produtores rurais corajosos, que transformaram em alimento de qualidade tudo o que se produziu em pesquisa,” afirmou o vice-presidente da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) e presidente da Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de Minas Gerais (Faemg), Roberto Simões.

Ele e o presidente da Federação de Agricultura e Pecuária do Rio Grande do Sul (Farsul), Gedeão Pereira, integraram a mesa da sessão especial que homenageou os 45 anos da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) nesta quinta (24) no Senado. 

O vice-presidente da CNA destacou a importância do trabalho dos colaboradores da Embrapa e das entidades regionais para o desenvolvimento do setor agropecuário e lembrou o reconhecimento do País como livre de febre aftosa com vacinação pela Organização Mundial de Saúde Animal (OIE) nesta quinta, em Paris, na França.

"É um orgulho para nós atingirmos essa meta que significará mais adiante área livre sem vacinação. Lá, testemunhamos a qualidade da nossa agricultura, da Embrapa e de tantas outras entidades que aqui nos ajudam. É um atestado do que significa a agricultura brasileira hoje no planeta."

O presidente da Farsul, Gedeão Pereira, reforçou a necessidade de pesquisa e produtor rural andarem lado a lado. “Temos água, solo, clima e agricultores dispostos a absorver toda a tecnologia produzida pela Embrapa. Em 30 anos o País passou de maior importador para maior exportador de alimentos e a Embrapa tem grande participação nisso.”

O presidente da Embrapa em exercício, Celso Luiz Moretti, destacou a evolução da estatal, transformando a agricultura brasileira e protegendo o meio ambiente.  

“Produzimos mantendo mais de 60% do território nacional preservado, graças à ciência e à inovação. A produção é feita com conhecimento e tecnologia e é a pesquisa que tem subsidiado políticas públicas para o País.” 

A senadora Ana Amélia, uma das autoras do requerimento para a realização da sessão solene, também destacou o papel da Embrapa. “Precisamos continuar investindo em pesquisa e inovação para vencermos o desafio de alimentar nove bilhões de pessoas no mundo ainda neste século”, disse. 

Também participaram da sessão especial representantes da Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação (FAO), Organização das Cooperativas Brasileiras (OCB) e do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa).  

Assessoria de Comunicação CNA/SENAR

Posts Relacionados

Deixe um comentário

plugins premium WordPress