Sistema FAEB

Em Centro do Senar, Governo Federal anuncia obras para alavancar a agropecuária da Bahia

O Centro de Excelência em Fruticultura do Senar, em Juazeiro, foi palco, nesta terça-feira (19), do lançamento de duas importantes obras estruturais para alavancar a agropecuária baiana: a elaboração de estudos ambientais e projeto básico para a construção do Canal do Sertão e a publicação do edital de concessão das etapas 3 a 9 do Perímetro Irrigado do Baixio do Irecê.

A primeira obra vai beneficiar 1,2 milhão de pessoas em 44 cidades do interior da Bahia. Já o segundo será o maior projeto de irrigação da América Latina. Ambos integram a programação da Jornada das Águas, do governo federal, que vai percorrer os nove estados do Nordeste com anúncios e entregas de obras de infraestrutura, preservação e recuperação de nascentes e cursos d’água, saneamento e irrigação.


O presidente do Sistema Faeb/Senar, Humberto Miranda, anfitrião do evento, celebrou o anúncio das obras. “Estamos hoje aqui em Juazeiro, que é um exemplo da produção de fruticultura da Bahia e do Brasil concretizando sonhos de 50 anos. O canal do sertão e o projeto baixio de Irecê são sonhos de um povo que quer sair da política de dependência para políticas que sejam inclusivas no sistema de produção, de geração de emprego e de renda. O agronegócio sai hoje daqui ainda mais fortalecido, para continuar sendo um grande contribuinte do PIB e da geração de renda”, salientou.


Para o ministro do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho, o projeto jornada das águas vai revolucionar a maneira como o brasileiro se relaciona com os recursos hídricos. “Este Canal vai cortar a região, e permitir que os habitantes possam, finalmente, bater no peito, olhar para os seus filhos e dizer: ‘nós também somos brasileiros’. Isso não tem preço”, disse.
Segundo ele, o investimento do Governo Federal no projeto básico do Canal do Sertão Baiano será de R$ 19 milhões, dos quais R$ 4 milhões serão repassados ainda neste ano. A infraestrutura hídrica está orçada em R$ 4,62 bilhões e servirá para garantir o abastecimento de água para consumo humano, industrial e de animais, além de permitir o desenvolvimento de cadeias produtivas como a da mineração e a agrícola, por meio do uso de técnicas de irrigação.


A construção do empreendimento vai beneficiar uma série de atividades produtivas em seu entorno, especialmente relacionados a atividades rurais. A previsão é que 70 mil agricultores – 90% deles familiares – poderão melhorar sua produtividade com a maior oferta hídrica. Outros 10 mil trabalhadores rurais instalados em perímetros públicos de irrigação também serão beneficiados. Além disso, as águas do ‘Velho Chico’ vão permitir que 4,7 mil piscicultores possam manter sua ocupação.

Também participaram do evento a prefeita de Juazeiro, Suzana Ramos; prefeitos de vários municípios da região; o presidente da Codevasf, Marcelo Moreira; o superintendente do Sebrae, Jorge Khoury; o vice-presidente de Desenvolvimento Agropecuário da Faeb, Rui Dias; Thyara Ribeiro, diretora do Centro de Excelência; além de vereadores e deputados estaduais e federais.

Baixio do Irecê

Com a publicação do edital, o leilão deve ocorrer em fevereiro de 2022. A previsão de investimentos é de R$ 1,1 bilhão, ao longo dos 35 anos do contrato, e o critério utilizado para o leilão será de maior outorga, ou seja, a concessionária que der o maior lance será a vencedora.

Fonte: Sistema Faeb/Senar

Posts Relacionados

Deixe um comentário

plugins premium WordPress